Que denominações de moedas eram usadas nos Estados Unidos antes de Dólares e Centavos?

Que denominações de moedas eram usadas nos Estados Unidos antes de Dólares e Centavos?


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Na proposta de Thomas Jefferson para uma moeda decimal, ele descreve o status quo como:

O [cent] será um pouco diferente do cobre dos quatro Estados do Leste, que é 1/108 de um dólar; ainda menos com o centavo de Nova York e Carolina do Norte, que é 1/96 de um dólar; e um pouco mais do que o centavo ou cobre de Jersey, Pensilvânia, Delaware e Maryland, que é 1/90 de um dólar.

Por "centavo", presumo que ele queira dizer o "d" no sistema £ sd como os britânicos usavam, mas degradado. (Seus cálculos em outras partes do documento citado implicam que um centavo de libra esterlina era 1/54 de um dólar espanhol.) Os estados também tinham várias unidades chamadas de "libra":

Mas o que é a libra? 1547 grãos de prata fina [US $ 4,00] na Geórgia; 1289 grãos [US $ 3,33] na Virgínia, Connecticut, Rhode Island, Massachusetts e New Hampshire; 1.031¼ grãos [$ 2,67] em Maryland, Delaware, Pensilvânia e Nova Jersey; 966¾ grãos [$ 2,50] na Carolina do Norte e Nova York. Qual destes devemos adotar? A que Estado dar aquela preeminência de que todos têm tanto ciúme? E a quem se impõem as dificuldades de uma nova estimativa de seu milho, seu gado e outras commodities? Ou devemos pendurar a libra esterlina, como um emblema comum, em todo o pescoço? Ele contém 1.718¾ [$ 4,44] grãos de prata pura.

Observe que em DE, MD, NJ, PA, NC e NY, havia 240 "cobres" para uma libra, assim como em £ sd. Mas em CT, MA, NH e RI, havia 360 "cobres" para uma libra. O que explica a disparidade? Esses estados tinham 30 xelins por libra em vez de 20? Ou era um "cobre" 2/3 de um centavo?


O primeiro sistema de cunhagem nacional nos Estados Unidos da América sob a administração de Washington foi meio centavo, centavo, meio centavo, moeda de dez centavos, um quarto, meio dólar, dólar, águia quarto, meia águia e águia ($ 10) . Mais tarde, houve também uma águia-dupla. Se você mora nos Estados Unidos, há uma boa chance de ter visto aqueles sendo anunciados em comerciais de TV noturnos.

Antes disso, os Estados Unidos eram organizados sob os Artigos da Confederação, com cada estado sendo responsável por sua própria cunhagem. Antes disso, a moeda mais amplamente difundida e aceita era, na verdade, moedas de oito moedas espanholas.


Dez principais contas e moedas antigas dos Estados Unidos

A história do dólar americano é anterior à dos próprios Estados Unidos. Isso remonta à Guerra Revolucionária, quando todas as treze colônias emitiram uma moeda única para financiar a guerra contra a Grã-Bretanha. O dólar atual foi emitido pela primeira vez durante a Guerra Civil. Várias outras moedas foram introduzidas antes, durante e depois da guerra, e algumas até coexistiram com o dólar atual.

Curiosamente, a atual moeda dos EUA tem algumas notas que raramente são vistas ou mesmo ouvidas. Já ouviu falar da nota de $ 100.000? Talvez não. Nós vamos! Aqui estão dez notas e moedas antigas dos EUA. Lembre-se de que alguns ainda têm curso legal, embora estejam esgotados.


A história oculta do níquel

Além de eviscerar centenas de milhares de vidas, a Guerra Civil devastou o suprimento monetário dos Estados Unidos à medida que americanos temerosos acumulavam moedas de ouro e prata pelo valor de seus metais. Tantas moedas foram retiradas de circulação que o Congresso respondeu autorizando a produção de notas monetárias fracionárias, algumas com denominações tão baixas quanto três centavos. O papel-moeda, no entanto, mostrou-se difícil de administrar, e o Congresso logo se voltou para um metal menos caro para cunhar suas moedas e # x2014níquel.

America & # x2019s first & # x201Cnickels & # x201D eram na verdade centavos. A partir de 1859, a Casa da Moeda dos Estados Unidos usou uma mistura de níquel e cobre para produzir suas peças de um centavo e, em 1865, o Congresso autorizou o governo federal a usar uma composição semelhante para sua nova moeda de três centavos.

No ano seguinte, o Congresso começou a debater se deveria cunhar uma moeda de cinco centavos à base de níquel, embora os Estados Unidos já tivessem uma moeda de cinco centavos em circulação & # x2014; na verdade, já estavam cunhando uma por sete décadas. Os o metal das peças iniciais cunhadas em 1795 pode ter vindo diretamente da prata derretida de George e Martha Washington & # x2019s.

As pequenas moedas de prata eram difíceis de controlar em tempos bons, muito menos quando começavam a desaparecer de circulação. Como argumentou o industrial americano Joseph Wharton, ao usar níquel e cobre mais baratos, as novas moedas de cinco centavos poderiam ser maiores do que a metade. Wharton pressionou obstinadamente seus muitos amigos no Congresso para começar a cunhar uma segunda moeda de cinco centavos feita de níquel.

Claro, o empresário tinha apenas um pouco de interesse na questão, considerando que ele detinha o monopólio virtual da produção de níquel nos Estados Unidos. Ele assumiu uma mina de níquel nos arredores de Lancaster, Pensilvânia, em 1863, e refinou o metal em sua American Nickel Works em Camden, New Jersey. Os amigos de Wharton no Congresso não apenas concordaram com a proposta em 16 de maio de 1866, mas até aumentaram o peso da nova moeda de cinco centavos, que exigia ainda mais níquel. Como era de se esperar, Wharton acabou ganhando muito dinheiro com a nova moeda, tanto que em 1881 ele doou dinheiro para estabelecer a primeira escola de negócios nos Estados Unidos e a Wharton School na Universidade da Pensilvânia.

Vários projetos foram propostos para o níquel original, incluindo um com um busto de Abraham Lincoln que foi rejeitado por preocupação de que não seria particularmente popular no sul. O projeto aprovado & # x2014com um escudo da União cercado por coroas de louros na frente e um grande numeral & # x201C5 & # x201D cercado por 13 estrelas e faixas de raios na parte traseira & # x2014 dificilmente recebeu elogios. A edição de agosto de 1866 do American Journal of Numismatics referiu-se a ela como & # x201C a mais feia de todas as moedas conhecidas & # x201D, o que na verdade foi uma avaliação mais amável do que a feita por um leitor no mês seguinte & # x2019s edição que escreveu, & # x201CO lema & # x2018Em Deus em que confiamos & # x2019 é muito oportuno, pois o inventor desta moeda pode ter a certeza de que o diabo nunca o perdoará. & # x201D Para alguns, as estrelas e barras do & # x201CShield Nickel & # x201D evocaram a bandeira Confederate & # x201CStars and Bars & # x201D e o design intrincado causaram problemas de produção, pois o metal duro danificou as matrizes usadas no processo de cunhagem. Apenas alguns meses após a introdução do níquel & # x2019s, os raios foram removidos.

Por sete anos, o governo federal cunhou duas moedas de cinco centavos antes de finalmente aposentar o meio-disme em 1873. Uma década depois, o níquel foi remodelado quando a deusa da Liberdade apareceu na frente da moeda. Os falsificadores, em particular, gostaram do novo design, uma vez que se assemelhava muito ao da moeda de ouro de cinco dólares e a palavra & # x201Ccents & # x201D não aparecia em nenhuma parte da peça. Ao folhear as moedas & # x201Ccents-less & # x201D, os ladrões empreendedores poderiam fazer com que as moedas fossem moedas de cinco dólares. Assim que a fraude chamou a atenção do governo & # x2019s, ele adicionou a palavra & # x201Ccents & # x201D no verso da moeda & # x2019s.

A próxima revisão do níquel veio em 1913, quando James Earle Fraser, um aluno do famoso escultor Augustus Saint-Gaudens que cresceu na pradaria, desenhou uma moeda que celebrava o oeste americano. Para a frente, Fraser esculpiu a cabeça de um nativo americano, que ele disse ser uma composição baseada em modelos que incluíam a Cauda de Ferro do Chefe dos Lakota Sioux e o Chefe das Duas Luas do Cheyenne. Na parte de trás do & # x201CBuffalo Nickel & # x201D estava um poderoso bisão. Embora Fraser tenha crescido onde o búfalo vagava, o modelo para a grande besta do oeste foi, segundo as informações, & # x201CBlack Diamond & # x201D o maior bisão em cativeiro que pastava em ambientes mais urbanos no zoológico de Nova York & # x2019s Central Park Zoo.

Como o bicentenário do nascimento de Thomas Jefferson & # x2019 se aproximava, o Departamento do Tesouro decidiu homenageá-lo com moedas de ouro. Foi palco de uma competição pública para o redesenho da moeda & # x2019s, e o imigrante alemão Felix Schlag superou 390 artistas para ganhar a competição e o prêmio de US $ 1.000 em 1938. Schlag baseou no mármore seu perfil voltado para a esquerda do terceiro presidente com casaco e peruca de época busto esculpido pelo francês Jean-Antoine Houdon. O reverso apresentava a casa de Jefferson & # x2019s, Monticello.

Para comemorar o bicentenário da Compra da Louisiana e da Expedição Lewis e Clark, o níquel passou por seu primeiro facelift em 66 anos em 2004, quando dois novos designs foram usados ​​na parte de trás como parte da série de níquel da Mint dos Estados Unidos e # x2019s Westward Journey . O búfalo também voltou ao reverso da moeda em uma edição de 2005. Novas imagens de Jefferson também apareceram, e a moeda atual apresenta uma nova frente desenhada por Jamie Franki baseada em um retrato de Rembrandt Peale. A moeda mostra Jefferson olhando para a frente e marca a primeira vez que um busto presidencial em uma moeda americana em circulação não foi mostrado de perfil.


Centavos grandes

Moedas de um centavo e meio centavo foram as primeiras moedas colocadas para circulação pela Casa da Moeda dos Estados Unidos em 1793. Grandes centavos foram produzidos todos os anos de 1793 até 1857, exceto em 1815. Essas moedas clássicas dos Estados Unidos são altamente colecionáveis ​​e têm inúmeras variedades apenas como os meio centavos porque cada dado era único por ser feito à mão.

A Casa da Moeda dos Estados Unidos fez grandes centavos nos anos seguintes:

  • 1793-1793 Flowing Hair - Chain AMERICA Reverse
  • 1793-1793 Cabelo Solto - Grinalda Reverso
  • 1793-1795 Liberty Cap - Thin Planchet
  • 1795-1796 Boné Liberty - Planchet Pesado
  • 1796-1807 Busto Drapeado
  • 1808-1814 Classic Head
  • 1816-1835 Coronet / Chefe de Matrona
  • 1836-1839 Coronet / Matrona Chefe - Modificado ("Cabeça Jovem")
  • 1839-1857 Cabelo trançado

Centro de Recursos

Refere-se aos diferentes valores do dinheiro. As moedas americanas atualmente são feitas nas seguintes seis denominações: cent, níquel, moeda de dez centavos, quarto, meio dólar e dólar.

Qual é o termo correto para uma moeda de um centavo?

O termo adequado é "moeda de um centavo", mas, no uso comum, essas moedas costumam ser chamadas de centavo ou centavo. Muitas vezes, até o Departamento do Tesouro e a Casa da Moeda dos Estados Unidos usam o termo centavo porque é o que normalmente se refere ao uso geral do público.

Há algum plano para remover a moeda de um centavo (mais conhecida como & quotpenny ”) de circulação?

Você pode estar interessado em saber que o centavo é a denominação mais amplamente usada atualmente em circulação e continua lucrativo de se fazer. Significativamente, é o Congresso que determina as denominações das moedas que a Casa da Moeda deve produzir e colocar em circulação. Cada centavo custa 0,81 centavo para ser feito, mas a Casa da Moeda dos Estados Unidos arrecada um centavo por isso. O lucro vai ajudar a financiar a operação da Casa da Moeda dos Estados Unidos e ajudar a pagar a dívida pública. Em 2000, esse lucro somou cerca de US $ 24 milhões. Como a Casa da Moeda dos Estados Unidos produz as moedas que o Congresso determina, não tem autoridade para abolir uma unidade monetária. Se instruído a fazê-lo por meio de legislação promulgada pelo Congresso e assinada pelo presidente, o Departamento do Tesouro estudaria novamente a eliminação gradual do centavo. Como a demanda existe e os Bancos da Reserva Federal exigem estoques para atender à demanda, a Casa da Moeda dos Estados Unidos está empenhada em produzir o centavo.

Por que a moeda de cinco centavos (o níquel) é maior do que a moeda de dez centavos (a moeda de dez centavos)? O que determina o tamanho de nossas moedas?

Hoje, os tamanhos das moedas dos Estados Unidos podem ajudá-lo a diferenciá-las rapidamente, mas nada tem a ver com seus valores. Os preços dos metais flutuam constantemente, de modo que os valores das moedas em circulação não estão vinculados ao conteúdo metálico. Mas em 1793, quando as primeiras moedas dos EUA foram produzidas, a Casa da Moeda dos Estados Unidos ligou os tamanhos das moedas a um padrão de metal específico - o dólar de prata. Com exceção do centavo de cobre, todas as moedas foram produzidas em conteúdo metálico proporcional ao dólar, e seus tamanhos foram regulamentados de acordo. A moeda de cinquenta cêntimos continha metade da prata do dólar, o quarto tinha um quarto da mesma e a moeda de dez cêntimos ou dez cêntimos tinha um décimo mais. A moeda de cinco centavos, ou meia moeda, como era chamada na época, tinha apenas um vigésimo da prata. Mas era tão pequeno que era difícil para as pessoas manusearem. Então, em 1866, os funcionários da Casa da Moeda dos Estados Unidos decidiram torná-lo maior alterando seu conteúdo de prata e cobre para uma combinação de cobre e níquel.

Que denominações de moedas não estão mais sendo produzidas?

Existem algumas denominações de moedas que a Casa da Moeda dos Estados Unidos não produz mais para a circulação geral. Eles são a moeda de meio centavo, a moeda de dois centavos, a moeda de três centavos, a moeda de meia moeda (embora tenha sido substituída pela moeda de cinco centavos), moedas de vinte centavos e as várias denominações de ouro moedas. Embora a Casa da Moeda produza uma série de moedas de ouro, elas não se destinam à circulação.


Reviravolta na trama que não é uma moeda dos EUA. Naquela época, o hawaiii não fazia parte dos Estados Unidos

Classificou pesos filipinos? Envie uma mensagem para mim!

@ Panda4456 disse:
Reviravolta na trama que não é uma moeda dos EUA. Naquela época, o hawaiii não fazia parte dos Estados Unidos

Outra reviravolta na história é que foi atingido pela Casa da Moeda dos Estados Unidos e a razão pela qual essa denominação não foi incluída no conjunto final foi que havia um desejo de que as denominações coincidissem com as moedas dos Estados Unidos. Portanto, embora ainda não façam parte dos Estados Unidos, talvez alguns já estejam pensando nisso.

oh sim, o adorável hapawalu.

j / k, nunca vi um, mas graças a você hoje eu vi e é uma jóia!

& lt --- veja o que está por trás da máscara!

@LanceNewmanOCC disse:
oh sim, o adorável hapawalu.

j / k, nunca vi um, mas graças a você hoje eu vi e é uma jóia!

Eu amo o "OITAVO DOL" na parte inferior do reverso!

Sempre pensei que a moeda de ouro de US $ 2 1/2 tinha uma denominação incomum.

@PerryHall disse:
Sempre pensei que a moeda de ouro de US $ 2 1/2 tinha uma denominação incomum.

Quem era o cara de 18, o que pensava que qualquer coisa relacionada a dinheiro que começasse com um 3 seria aceitável?

A cor dessa moeda é simplesmente fantástica!

@koynekwest disse:
A cor dessa moeda é simplesmente fantástica!

Concordo 100%. Este parece lindo

1868 $ 5 Denominação dupla $ 5-25 Franco - Judd-656 Gilt, Pollock-729, R.7 baixo - PCGS PR64 POP 1/0 - Ex. Bob Simpson

Aqui está um 25 francos moeda quando os EUA estavam recebendo sugestões da França. Ok, são 5 dólares, mas também são 25 francos francos!

É legal pensar em uma época em que a França era a líder do mundo livre.

@PerryHall disse:
Sempre pensei que a moeda de ouro de US $ 2 1/2 tinha uma denominação incomum.

Quem era o cara de 18, o que pensava que qualquer coisa relacionada a dinheiro que começasse com um 3 seria aceitável?

@PerryHall disse:
Sempre pensei que a moeda de ouro de US $ 2 1/2 tinha uma denominação incomum.

Quem era o cara de 18, o que pensava que qualquer coisa relacionada a dinheiro que começasse com um 3 seria aceitável?

@PerryHall disse:
Sempre pensei que a moeda de ouro de US $ 2 1/2 tinha uma denominação incomum.

Quem era o cara de 18, o que pensava que qualquer coisa relacionada a dinheiro que começasse com um 3 seria aceitável?

Alguém que viu um Três Pence britânico?

As denominações 3c e $ 3 são elefantes brancos em relação às denominações variadas que os EUA produziram. Nenhuma denominação diferente de $ 3 é um múltiplo par de 3c. Todas as outras denominações menores dividem uniformemente $ 1. Mesmo denominações britânicas aparentemente estranhas, como 3 meios pence ou 1/3 farthing, poderiam ser combinadas para formar denominações maiores.

@messydesk disse:
As denominações 3c e $ 3 são elefantes brancos em relação às denominações variadas que os EUA produziram. Nenhuma denominação diferente de $ 3 é um múltiplo par de 3c. Todas as outras denominações menores dividem uniformemente $ 1. Mesmo denominações britânicas aparentemente estranhas, como 3 meios pence ou 1/3 farthing, poderiam ser combinadas para formar denominações maiores.

Existem emissões de moeda fracionária de 15 centavos de dólar.

@planetsteve. Amo a cebola. grande sátira e humor lá. @Zoins. Obrigado pela moeda do 'oitavo dólar'. Essa é a primeira vez que vejo essa denominação. Saúde, RickO

@messydesk disse:
As denominações 3c e $ 3 são elefantes brancos em relação às denominações variadas que os EUA produziram. Nenhuma denominação diferente de $ 3 é um múltiplo par de 3c. Todas as outras denominações menores dividem uniformemente $ 1. Mesmo denominações britânicas aparentemente estranhas, como 3 meios pence ou 1/3 farthing, poderiam ser combinadas para formar denominações maiores.

Lembra-me de vários emissores de scripts durante a Guerra Civil que emitiram apenas notas de 3 centavos com a cláusula de resgate que devem ser resgatadas em "somas de dólares pares", o que significa que seria necessário acumular 100 deles para resgatá-los.

A denominação mais incomum de que me lembro como alforje foi uma nota de 44 centavos de Michigan da década de 1830. No entanto, existem muito mais denominações incomuns em moeda, incluindo banco emitido $ 1,25, $ 1,50, $ 1,75, $ 3, $ 4, $ 6, $ 7, $ 8, $ 9, $ 11, $ 12, $ 13, $ 14, $ 15, $ 25, $ 30, etc. etc.

Denominações um tanto redundantes, mas não incomuns per se, mas em 1879 foram cunhadas moedas de ouro de $ 1, $ 2,50, $ 3,00, $ 4,00 e $ 5,00. Sim, o Livro Vermelho chama os padrões Stellas, mas eles estão listados entre o ouro de $ 3 e $ 5, não na seção separada "Padrões americanos significativos".

BST de sucesso (eu como comprador) com: Collectorcoins, PipestonePete, JasonRiffeRareCoins

@FredF disse:
Denominações um tanto redundantes, mas não incomuns per se, mas em 1879 foram cunhadas moedas de ouro de $ 1, $ 2,50, $ 3,00, $ 4,00 e $ 5,00. Sim, o Livro Vermelho chama os padrões Stellas, mas eles estão listados entre o ouro de $ 3 e $ 5, não na seção separada "Padrões americanos significativos".

Tínhamos moedas de 2 centavos, 20 centavos e $ 20. Eu me pergunto por que não tínhamos moedas de $ 2!

Lembro-me de ter lido em algum lugar que a denominação de $ 3 foi pensada para ser usada com o propósito de comprar selos, que vinham em folhas de 100 selos ao preço de 3 centavos por selo. Isso significava que uma peça de ouro de $ 3 poderia ser usada para comprar diretamente uma folha de selos.

Tínhamos moedas de 2 e 20 cêntimos. Eu me pergunto por que não tínhamos moedas de $ 2!



@DNADave disse:

Este é bem incomum! Eu me pergunto qual foi a razão para esta denominação?

Acho que é um token de cassino. Eu também os vi em $ 3,50 e outras denominações estranhas. Foto reversa horrível.

Grande trapaça - não com moedas, obviamente, mas eu não pude resistir a elas por causa das denominações. Ainda preciso de $ 1,50 para o conjunto DC.

/>

@stownsin disse:
Lembro-me de ter lido em algum lugar que se pensava que a denominação de $ 3 seria usada com o propósito de comprar selos, que vinham em folhas de 100 selos ao preço de 3 centavos por selo. Isso significava que uma peça de ouro de $ 3 poderia ser usada para comprar diretamente uma folha de selos.

Acho que você está confundindo as moedas de 3 centavos com a nota de $ 3. A moeda de 3 cêntimos era um porte postal de primeira classe. Quase ninguém comprou 100 folhas de selo no século XIX. $ 3 era muito dinheiro.

@PerryHall disse:
Sempre pensei que a moeda de ouro de US $ 2 1/2 tinha uma denominação incomum.

Se você pensar sobre isso, havia um quarto de dólar na Lei da Cunhagem de 1792, e então havia a águia ($ 10 em ouro) e a moeda de um quarto.

@stownsin disse:
Lembro-me de ter lido em algum lugar que a denominação de $ 3 foi pensada para ser usada com o propósito de comprar selos, que vinham em folhas de 100 selos ao preço de 3 centavos por selo. Isso significava que uma peça de ouro de $ 3 poderia ser usada para comprar diretamente uma folha de selos.

Segundo o mestre da numismática, Roger Burdette, a ideia era que a moeda de $ 3 ajudaria a fazer trocas dentro das denominações das moedas de ouro, em vez de facilitar a compra de selos. Minha teoria é que foi um produto do lobby do ouro, semelhante à legislação que autorizou o Twenty Cent Piece.

A nota de US $ 3 não era incomum em relação às notas bancárias de emissão privada do período. Em um ponto, havia um espaço fornecido para uma nota de $ 3 no desenho de uma nota emitida pelo governo federal, mas ela nunca foi emitida.

Chame-me de purista, mas não considero padrões na categoria de "denominação incomum". Eles nunca foram atingidos para circular.

O problema com o socialismo é que, eventualmente, você fica sem dinheiro de outras pessoas.

@Lazybones disse:
Chame-me de purista, mas não considero padrões na categoria de "denominação incomum". Eles nunca foram atingidos para circular.

Acho que o esforço foi para criar uma moeda em circulação, mesmo que não tenha feito todo o caminho através do processo. Não é como se as pessoas estivessem criando coisas aleatórias por capricho.

Os três centavos eram próximos o suficiente em valor do 1/4 real hispano-americano (tecnicamente 3-1 / 8 centavos) para serem intercambiáveis.

O ouro de $ 3 pode ter sido marginalmente útil para pagar os depositantes de ouro na liquidação. Quando você depositou ouro bruto, seu valor de liquidação após o refino provavelmente foi uma quantia ímpar. Quando você foi pago em ouro, a menos que tenha especificado uma certa denominação, você recebeu $ 10 e / ou $ 20 (dependendo do ano) e talvez um $ 5 e talvez $ 2-1 / 2 e talvez um dólar de ouro ou dois e o resto em prata e cobre. Não há dúvida de que São Francisco atingiu pequenas quantidades de $ 2-1 / 2 e $ 5 em 1854, junto com um número maior de dólares em ouro.

Por ter uma maior variedade de denominações no pagamento em dinheiro da Casa da Moeda até que pudesse ter sido mais fácil pagar o máximo possível das quantias ímpares em ouro, embora se eu estivesse no comando não teria problemas em pagar três $ 1 moedas de ouro em vez de uma peça de $ 3 de ouro.

Nunca percebi isso antes, mas o 1854 $ 3 é a única denominação de ouro não cunhada em San Francisco naquele ano.

Alguém tem informações sobre por que nenhum foi emitido?

Houve duas casas da moeda D e O emitidas em 1854, o único ano da série que teve duas casas da moeda. O primeiro S mint foi iniciado no ano seguinte, em 1855.
.
.
Alguns problemas se desgastaram. Aqui está um 1857-S:
.
.

"Para ser estimado, ser útil" - 1792 Birch Cent --- "Eu pessoalmente acho que desenvolvemos a linguagem por causa de nossa profunda necessidade de reclamar." - Lily Tomlin


Meio dólar de prata (1794-1970, 1976 e provas atuais de 1992)

Não costumamos mais ver meio dólar, mas eles já foram uma parte importante do comércio diário. E até 1971 eles eram feitos de prata!

Embora o conceito de usar uma moeda de 50 centavos como dinheiro não seja familiar para muitos (porque eles não são comumente encontrados em circulação e realmente não o são há várias décadas), existem alguns raros e valiosos meio dólares de prata que valem procurando por!

Veja do que é feito meio dólar - e como a composição do metal de meio dólar americano mudou ao longo dos anos.

Encontre respostas para suas perguntas sobre meio dólar de prata e o valor dessas moedas aqui:


História da lira italiana

A lira (plural lira) foi a moeda da Itália entre 1861 e 2002. Entre 1999 e 2002, a lira italiana foi oficialmente uma & # 8220 subunidade nacional & # 8221 do euro. No entanto, os pagamentos físicos só podiam ser feitos em liras, uma vez que não existiam moedas e notas de euro disponíveis.
A lira também foi a moeda do Reino Napoleônico da Itália entre 1807 e 1814.
O termo se origina do valor de uma libra-peso de prata de alta pureza e, como tal, é um cognato direto da libra esterlina britânica em alguns países, como Chipre e Malta, as palavras lira e libra eram usadas como equivalentes, antes da adoção do euro em 2008 nos dois países. & # 8220L & # 8221, às vezes em forma de script cruzado (& # 8220? & # 8221), geralmente era usado como o símbolo. Até a Segunda Guerra Mundial, era subdividido em 100 centesimi (singular: centesimo), que se traduz em & # 8220 um centésimo & # 8221.
O Reino Napoleônico da Itália emitiu moedas entre 1807 e 1813 em denominações de 1 e 3 centesimi e 1 soldo em cobre, 10 centesimi em liga de prata de 20%, 5, 10 e 15 soldi, 1, 2 e 5 liras em prata de 90% e 20 e 40 liras em 90% de ouro. Todos, exceto os 10 centesimi, traziam um retrato de Napoleão, com as denominações abaixo de 1 lira também exibindo uma coroa radiada e as denominações mais altas, um escudo representando os vários territórios constituintes do Reino.
Em 1861, as moedas foram cunhadas em Florença, Milão, Nápoles e Turim em denominações de 1, 2, 5, 10 e 50 centesimi, 1, 2, 5, 10 e 20 liras, com os quatro mais baixos em cobre e os dois mais altos em ouro e o restante em prata. Em 1863, moedas de prata abaixo de 5 liras foram degradadas de 90% para 83,5% e moedas de prata de 20 centesimi foram introduzidas. Minting mudou para Roma na década de 1870.
Com exceção da introdução em 1894 de cupro-níquel (mais tarde níquel) 20 centesimi moedas e de níquel 25 centesimi moedas em 1902, a cunhagem permaneceu essencialmente inalterada até a Primeira Guerra Mundial.

Em 1919, com o poder de compra da lira reduzido para 1/5 do de 1914, a produção de todos os tipos de moedas anteriores, exceto o níquel 20 centesimi, foi interrompida e, menores, as moedas de cobre 5 e 10 centesimi e níquel 50 centesimi foram introduzidas , seguido por peças de níquel 1 e 2 liras em 1922 e 1923, respectivamente. Em 1926, moedas de prata de 5 e 10 liras foram introduzidas, iguais em tamanho e composição às moedas anteriores de 1 e 2 liras. Moedas de prata de 20 liras foram adicionadas em 1927.
Em 1936, foi feita a última emissão substancial de moedas de prata, enquanto, em 1939, se move para reduzir o custo da cunhagem de chumbo para o cobre ser substituído por bronze de alumínio e níquel por aço inoxidável. Todas as emissões de moedas foram interrompidas em 1943.
Em 1951, o governo emitiu novamente notas, desta vez simplesmente com o título & # 8220Repubblica Italiana & # 8221. As denominações eram de 50 e 100 liras (substituindo as notas do Banco da Itália) e circularam até que moedas com essas denominações fossem introduzidas em meados dos anos 1950. Em 1966, foram introduzidas notas de 500 liras (novamente substituindo as notas do Banco da Itália), que foram produzidas até serem substituídas em 1982 por uma moeda.
Em 1967, notas de 50.000 e 100.000 liras foram introduzidas pelo Banco da Itália, seguidas por 20.000 liras em 1975 e 500.000 liras em 1997.

A cunhagem de moedas de liras italianas foi suspensa em 1999 e o euro foi oficialmente introduzido na Itália em 1 de janeiro de 2002. As moedas de euro italianas têm um layout diferente para cada denominação, embora haja muitos temas de obras de um dos mais famosos e artistas italianos conhecidos. Cada moeda é criada por um designer diferente, de um centavo a duas moedas de euro são & # 8211 Eugenio Driutti, Luciana De Simoni, Ettore Lorenzo Frapiccini, Claudia Momoni, Maria Angela Cassol, Roberto Mauri, Laura Cretara e Maria Carmela Colaneri . Todos eles apresentam as 12 estrelas da UE, o ano da impressão, as letras sobrepostas & # 8220RI & # 8221 para Repubblica Italiana ou República Italiana e a letra R para Roma. Não existem moedas de euro italianas anteriores a 2002, embora tenham sido certamente cunhadas antes, visto que foram introduzidas pela primeira vez em circulação ao público em Dezembro de 2001.


1866-83 SHIELD NICKEL

As armas da União e dos Confederados silenciaram em abril de 1865, mas a população civil demorou a desistir de certos comportamentos adquiridos durante os quatro anos de sangrenta guerra civil. Ninguém no Norte se sentiu especialmente caridoso para com o Sul, e poucos consideraram seriamente reconstruir a indústria que existia lá antes do início das hostilidades em 1861. Os pagamentos em espécie foram suspensos pelo governo em 1862 e a paz não viu o retorno da prata ou moedas de ouro em circulação. Os cidadãos continuaram a acumular todas as formas de moedas que continham metais preciosos, e até centavos de cobre-níquel foram reservados por seu valor intrínseco limitado.

Durante a guerra, o governo federal emitiu série após série de moeda fracionária. Esses & # 8220shinplasters & # 8221, como eram conhecidos, rapidamente se sujaram em circulação e foram desprezados pelo público. Quando outra emissão de cinco centavos de moeda fracionada foi introduzida em 1865, foi o suficiente para empurrar o diretor da casa da moeda, James Pollock, a endossar uma moeda de cinco centavos feita de níquel. Pollock já havia sido um oponente da cunhagem de níquel. Ele viu em primeira mão como as moedas de 12% de níquel (os centavos de 1857-64) eram difíceis de acertar e como o metal duro e quebradiço quebrou e danificou o maquinário do Mint & # 8217s. Ele também sabia como Joseph Wharton era politicamente persuasivo nos corredores do Congresso. A Wharton possuía a maior mina de níquel da América e fazia lobby no Congresso por muitos anos para usar o metal na cunhagem do país. Mas depois que a terceira emissão de moeda fracionada de cinco centavos foi lançada para a opinião pública desfavorável, Pollock finalmente se convenceu de que os melhores interesses da nação seriam atendidos por uma nova moeda de cinco centavos em níquel, mesmo que isso significasse adicionar ao já uma grande variedade de moedas de pequeno valor então em uso. Isso incluía meio centavo, cent grande, cent de cobre-níquel, moeda de dois centavos, três centavos de níquel, prata de três centavos e meia moeda de prata. A maioria dessas moedas não estava circulando devido ao armazenamento em tempo de guerra. Pollock olhou para a moeda de cinco centavos de níquel como uma moeda de medida temporária que circularia e substituiria as notas fracionárias universalmente impopulares até o momento em que a meia moeda de prata pudesse retornar à circulação.

Como gravador-chefe, coube a James Longacre desenhar a nova moeda. Vários padrões foram executados, os mais interessantes apresentando perfis de Washington ou Lincoln, mas a questão de retratar pessoas reais em moedas estava longe de ser resolvida. Na verdade, era um assunto particularmente delicado, pois a moeda fracionária de cinco centavos que as novas moedas substituiriam representava a semelhança de Spencer M. Clark, então chefe do Bureau de Moedas, e não do explorador William Clark, como o Congresso fora levado a acreditar. Incapaz de usar um retrato, Longacre apenas modificou o motivo que usou dois anos antes na peça de dois centavos. Embora o desenho adotado tenha um certo equilíbrio geométrico, é artisticamente fraco. Até o monopolista do níquel Joseph Wharton, o homem que ganharia mais dinheiro do que qualquer outro com a nova moeda, ficou desapontado. Ele descreveu a moeda como tendo & # 8221. . . uma lápide encimada por uma cruz suspensa por salgueiros-chorões. & # 8221 O desenho era na verdade um escudo com a cruz da Ordem de Calatrava no topo, flanqueada por uma coroa de flores em ambos os lados. O reverso, embora tenha um design simples, foi inicialmente controverso. O dispositivo central mostra um grande numeral 5 e é cercado por treze estrelas com treze conjuntos de raios entre as estrelas. Na época da edição, alguns acreditavam que simpatizantes do sul haviam se infiltrado na Casa da Moeda e colocado o Confederado & # 8220Estrelas e Barras & # 8221 no reverso. As novas moedas raramente batiam bem e mais matrizes eram quebradas atingindo níqueis Shield do que todas as outras denominações somadas. Durante os primeiros dois anos de emissão, os raios foram retidos no reverso, mas no início de 1867 eles foram eliminados, pois os funcionários da Casa da Moeda acreditavam que esse elemento de design impedia que as moedas batessem completamente.

As originally proposed, the nickel five-cent piece was to weigh not more than 60 grains (or 3.88 grams expressed metrically) and be composed of 75% copper and 25% nickel. The House Coinage Committee intended for the new coin’s weight to be expressed in metric units, but could not bring itself to publicly state so. The next metric weight would have been four grams, but this unit was mysteriously bypassed and five grams was the weight adopted. But rather than express the weight in this simple term, the enabling legislation required the coin weigh 77.16 grains, the English equivalent of five grams.

Shield nickels were only struck in the Philadelphia Mint, and more than 126 million were produced from 1866 until the next design change in 1883. For such a short-lived series there are a surprising number of rarities. The two key issues are from 1877 and 1878 when only proofs were struck. Among business strikes, the years 1879-1881 are low mintage dates and worth large premiums in all grades. There are two overdates, the 1879/8an overdated proofand the 1883/2. Proofs were struck every year and include one of the most important 19th century raritiesthe proof 1867 nickel with rays. Only 25 pieces are believed to have been struck. Counterfeits are plentiful bearing the dates 1870-76, and they were widely circulated in the New York-New Jersey area during the 1870s. They are not deceptive, however, as the design differs slightly from genuine coins. Striking details are often ill-defined on Shield nickels, and high grade coins that are weakly struck must be graded by the amount of mint luster still remaining. The points to first show wear are the cross and leaves on the obverse and the numeral 5 on the reverse.

Shield nickels are collected by both date and type collectors. Although a relatively short-lived series, it’s challenging to collect by date because of the scarce, low mintage issues. Assembling sets of fully struck coins by date, however, can be somewhat frustrating. Type collectors usually acquire one example each of the Rays and No Rays design. E

In 1883 the Shield nickel was dropped in favor of Charles Barber’s new Greco-Roman headed Liberty nickel. The Shield nickel, though, was the first nickel five-cent piece, and while the design has changed several times since 1866, the basic 5 gram “nickel” has remained a mainstay of our modern coinage system.

PHOTO PROOF – Copyright © 1994-2014 Numismatic Guaranty Corporation. Todos os direitos reservados.


Knowing the value of your paper money collection is daunting. From Gold Certificates to Republic of Texas & Confederate Notes, mistakes, misprints, error, and obsolete currency, our experts at U.S. Coins and Jewelry have seen it all. Our paper money experts are constantly studying the market to ensure that you get an accurate and fair price for your paper money.

At U.S. Coins and Jewelry, we are the leading source for buying and selling paper money in the Greater Houston Area and have been for over 35 years. Contact us at (713) 597-6367 or fill out our online appraisal form to sell your paper money and currencies today!

Paper currency has been used as a medium for commerce since the early ancient Chinese Dynasties. Paper currency, or often called banknotes, are a type of negotiable currency created by a bank as a promissory note payable on demand. Originally, paper money was used as a promise to deliver coin-based currency in an exchange of commerce. Over the years, the easy&ndashto&ndashcarry paper currency simply became more popular than heavier coins and it cost less to produce.

At U.S. Coins & Jewelry, we buy and sell a large selection of collectible US Currency from small size silver certificates to large size treasury notes, banknotes, and even confederate currency. We also carry unique and obsolete currency, Republic of Texas currency, and high denomination notes such as $500 and $1000 Federal Reserve Notes. Whether you are buying or selling, we have expert appraisers on-site. Our professionals and their expertise in the field of currency knowledge allows us to provide buyers and sellers with the highest quality currency selling services. Plus, our experienced buyers have decades of experience with paper currency and banknote sales.

LEARN MORE ABOUT HISTORICAL CURRENCY

Since the early settlers, currency has been an essential part of commerce. While precious metals like gold and silver were not widely mined, notes were the payment method used as an active currency. Early on, Continental Congress knew the importance of paper currency and the impact it would have on commerce and production.

Through the decades and generations, different forms of currency were created out of necessity, such as Confederate Currency (This is because Silver and Gold was being hoarded or depleted during the time of the Civil War). Fractional Currency and Large Size Currency became important post-Civil War simply because they offered financial resources when the country was rebuilding. As these rare currency notes became more important throughout time, each is shaped by an important historical event that adds to the already high value of these notes.

Even in modern times, Small Size Bank Notes and MPC&rsquos were printed and played an important role in United States currency. At U.S. Coins and Jewelry, we carry a large selection of rare money. Learn more about variations of rare currency by understanding the history of our rare U.S. currency below.

A gold certificate, in general, is a certificate of ownership that gold owners hold instead of storing the actual gold. It has both a historic meaning as a U.S. paper currency (1863&ndash1933) and a current meaning as a way to invest in gold.

Historic Gold Certificates: From 1863 to 1933, the U.S. Treasury issued gold certificates that were redeemable for gold. They were generally for interbank transfers rather than consumer use. In 1933, the U.S. Treasury requested the return of all gold certificates. Not everyone obeyed, and today these documents are rare collectibles. These gold certificates are no longer redeemable for gold. of 1928 Gold Certificates Denominations printed and issued were: $10, $20, $50, $100, $500, $1000, $5000, and $10,000. The four lower denominations are generally available.

A silver certificate, like a gold certificate, is a certificate of ownership that silver owners hold instead of storing the actual silver. Several countries have issued silver certificates, including Cuba, the Netherlands, and the United States.

Historic Silver Certificates: Silver certificates were issued between 1878 and 1964 in the United States as part of its circulation of paper currency. They were produced in response to silver agitation by citizens who were angered by the Fourth Coinage Act, which had effectively placed the United States on a gold standard. The certificates were initially redeemable for their face value in silver dollar coins and available in denominations of One, Five, and Ten Dollars. Besides the historic collector value of these notes, there are several advantages to owning silver certificates.

Of all U.S. paper money, the large-size notes issued before 1929 offer the greatest variety of beautiful, artistic designs, subject matter, and history. Large Size U.S. Type Notes are the most popular area of collecting currency today. The reason is simple: The design and artwork of these pieces of history is simply breathtaking. Their unique themes and symbolic design elements make them prized by collectors worldwide. Large-size notes measure a big 7 3/8 x 3 1/8 inches, and were affectionately nicknamed &ldquoHorseblankets&rdquo because of their huge size! The highly detailed designs on large-size notes are considered some of the finest examples of the art of engraving.

Small-size legal tender notes were printed from 1928 to 1966. They are also sometimes referred to as United States Notes. They will have a red seal and an 8 digital serial number. As a type, most legal tender notes are very common. 1928 $1s are generally considered the rarest and will have the highest premium over face value. 1966A $100 red seals are the least common and are generally worth around 15% more than their regular 1966 counterparts. Do note that some 1928 series $2s and $5s can have a higher value than some others, it all depends on condition and series letter (1928D, 1928F, etc).

The United States issued green seal federal reserve notes for four different high denominations. These notes feature William McKinley ($500), Grover Cleveland ($1,000), James Madison ($5,000), and Salmon Chase ($10,000) as their portraits. Surprisingly, many $500 and $1,000 notes still exist. It is thought that there are over 150,000 $1,000 bills left unredeemed, and over 250,000 $500 bills are available to collectors. However, it is thought that there is less than 700 ultra-high denomination ($5K & $10K) notes left.

$506,000 and $511,000 notes are extremely valuable, and if you have one, we encourage you to contact us. Even $1001 and $502,000 can have high values depending on their serial number and which district issued them.

The Republic of Texas first issued paper money in 1837. This currency was called &ldquoStar Money&rdquo for the small star on the face of the bill. The star money was not face value currency, but rather interest-bearing notes (similar to a treasury bill) that circulated by being endorsed over to the next payee. In 1838, Texas issued &ldquochange notes&rdquo with elaborate designs on the front and blank backs.

In 1839 Texas &ldquoRedbacks&rdquo was issued. The government printed over two million dollars in redbacks, which were initially worth about 37 cents to a U.S. dollar. The Redbacks were issued in the denominations of $5, $10, $20, $50, $100, and $500 bills.

If you have never actually seen an authentic Texas Redback, they are very ornate in their design and very collectible. It&rsquos like touching a piece of early Texas History. But beware, these historic bills have been reproduced as a novelty item, and replicas are very common. If you are interested in buying, selling, or authenticating Republic of Texas Currency, U.S. Coins and Jewelry can help. We offer free appraisal services along with a full line of Authentic Texas Currency.

Confederate paper money is very collectible in today&rsquos market, especially if the money is rare and/or in perfect condition. However, a lot of Confederate Money we see is actually reproductions or fake since it has been reproduced as a novelty item for over a century.

The Confederate States of America released their first issue of paper money when their provisional government was only two months old in April of 1861. The Civil War began that same month. The US Congress, on the brink of bankruptcy and pressed to finance the Civil War, authorized the United States Treasury to issue paper money for the first time that same year. The US notes were in the form of non-interest bearing Treasury Notes called Demand Notes.

The total amount of currency issued under the various acts of the Confederate Congress totaled $3.7 billion. Due to the scarcity of metal, however, the Confederacy never issued coins, instead of releasing seventy different paper note &lsquotypes&rsquo between 1861 and 1865. If you are interested in buying, selling, or authenticating your Confederate Currency, U.S. Coins and Jewelry can help. We offer free appraisal services along with a line of Authentic Confederate Currency.

During World War II The United States issued special currency for the island of Hawaii and for troops in North Africa. The Hawaii notes feature a brown seal and are overstamped with the word &ldquoHAWAII&rdquo on the front and back of the note. Hawaii notes, as they are generally called by collectors, were printed for the Hawaiian Islands for use during World War II. The idea was that if the money supply in Hawaii was taken over by the Japanese that the United States could devalue any money that said Hawaii on it. Today we have wonderful collectible currency associated with a popular state. Hawaii notes are still good today at face value. Most new collectors are attracted to Hawaii silver certificates and federal reserve notes because they are different, but they fall into many collecting categories. If you are interested in buying, selling, or authenticating WWII or Hawaii Notes, U.S. Coins and Jewelry can help. We offer free appraisal services, simply stop by our showroom or click here to contact us.

Error note collecting is very popular and often one of the initial types of notes that attract new collectors and outsiders to the numismatic hobby. These mistakes are aberrations of the production process. They fascinate the viewer and challenge the collector. Paper money errors possess enormous appeal to a wide spectrum of viewers and collectors. Most people already familiar with a &ldquonormal&rdquo note, marvel at the obvious deviation and frequently assume that such a piece must be worth a king&rsquos ransom. Although error notes have always commanded a premium above a generic example of the same, errors are surprisingly affordable especially in light of their relative and absolute rarity. Also, any mistake released through normal banking channels is perfectly legal to own. If you are interested in buying or selling error notes, we offer free appraisal services, simply stop by our showroom or click here to contact us.

Obsolete paper money is a term that is used to describe any state issued banknote that is no longer redeemable at its face value. Every banknote printed before 1860 is considered to be obsolete. Any time you see paper money that has something like &ldquoState of&rdquo written on it, that is an obsolete banknote.

Obsolete paper money was only printed under the authority of the bank. It was never backed by precious metals or by the government. So when ever the bank went out of business then all the paper money it issued instantly became worthless. Obsolete money is valued the same way any other paper money is valued. It is all about condition and rarity.


BRITISH HEROES COINS INCLUDE MULTI-COLORED BRITISH FLAG


TABLE OF CONTENTS FOR THE INTERESTING STUFF CATALOG
ALPHABETICAL LISTING OF COINS AND BANKNOTES IN THE INTERESTING STUFF CATALOG
WEB SITE MAP & SEARCH ENGINE
SECURE ON-LINE CREDIT CARD ORDER PAGE ORDERING INFORMATION

scale with which to judge image sizes

All items are guaranteed to be genuine, unless clearly indicated otherwise.
NOTA: All pictures are of a typical item taken from stock. Because we have multiples of most items, the item you receive may not look exactly the same, however it will be as described.


Assista o vídeo: QUANTO VALE 100$ DÓLARES E COMO SABER O VALOR DO DÓLAR esse vídeo é a solução